A NOSSA

REGIÃO


DOURO

Visitar o Douro é visitar a mais antiga região vinícola demarcada do mundo. Mas são muitos outros os argumentos que fazem desta uma viagem imperdível. Com uma gastronomia tradicional rica em sabores e ingredientes da terra, o Douro tem na paisagem fortemente marcada por ondulantes socalcos e pelo rio uma das suas marcas mais especiais.


HISTÓRIA

Perceber a cidade de Peso da Régua tal como ela é nos dias de hoje, implica recuar no tempo e na história. De localização estratégica, foi na cidade, em 1756, que Marquês de Pombal instituiu a Companhia Geral das Vinhas do Alto Douro, fazendo dela centro nevrálgico da região.

Daqui partiam, rumo a Gaia e às suas caves, os barcos Rabelo carregados com pipas do tão apreciado vinho do Porto. Também a inauguração, já no século XIX, da estação ferroviária de Peso da Régua, constitui um dos momentos mais importantes da história da cidade cujas comunicações dependiam, até então, das morosas e difíceis viagens pelo rio.

Atualmente, a cidade continua a tirar partido do seu posicionamento central, servindo, inúmeras vezes, como ponto de partida para aqueles que saem à descoberta do Douro.


GASTRONOMIA

Lugar de encruzilhada de rotas e, por isso, de pessoas, Peso da Régua tem na gastronomia diversificada um reflexo disso mesmo. Aproveite a sua visita e prove as muitas iguarias que a cidade tem para oferecer: arroz de forno com cabrito e batatas assadas, feijoada à transmontana ou rancho com grão de bico são alguns dos pratos mais apreciados pelos reguenses e durienses.

À sobremesa, o leite creme ou os afamados Rebuçados da Régua são imagem de marca da cidade e da região. E se está curioso para provar doces que tenham vinho do Porto com ingrediente, não deixe de experimentar os tradicionais Rabelos, Ferreirinhas ou Régulas.